Lino Tejada Rodríguez, penúltimo efémero Governador Civil do Alacant republicano

Afirmavamos em abril -na primeira aproximaçom biográfica a Lino Tejada Rodríguez [Moinhos, 1901 – Jaén, 1940]-, http://memoriahistoricavaldolimia.terradixital.net/lino-tejada-rodriguez que de momento pouco mais sabiamos do seu compromisso com a causa da liberdade e a justiça social, além da sua coerente lealdade à II República espanhola como funcionário policial. Relatavamos o seu relevante papel na tentativa de […]

Le mais Lino Tejada Rodríguez, penúltimo efémero Governador Civil do Alacant republicano
Xullo 7, 2018

Comunicado polo 87 aniversário da proclamaçom da I República Galega

Quando o verao de 1931 estava começando, a paralisaçom das obras do caminho de ferro Corunha-Compostela-Ourense-Samora  polo governo da recentemente instaurada II República espanhola, provocou um amplo movimento popular de rejeitamento pola aldraje contra a Galiza. Em diferentes pontos da Galiza, de Póvoa da Seabra até o Carvalhinho, de Ourense a Compostela, os trabalhadores do […]

Le mais Comunicado polo 87 aniversário da proclamaçom da I República Galega
Xuño 27, 2018

Colabora economicamente connosco

Comité pola Memória Histórica do Val do Límia é umha entidade popular antifascista sem ánimo de lucro, e sem ajudas institucionais. Para podermos implementar as iniciativas que temos desenhadas e contribuir à recuperaçom do passado que o atual regime teima em negar e ocultar, necessitamos fundos económicos. Podes colaborar ativamente ao nosso autofinanciamento. Qualquer ajuda, […]

Le mais Colabora economicamente connosco
Xuño 22, 2018

Insistimos, simbologia franquista fora do Val do Límia

Há mês e meio solicitamos publicamente às autoridades municipais dos Concelhos de Bande, Entrimo, Lobeira, Lóvios e Moinhos, a retirada da simbologia franquista ainda presente no Val do Límia. A Lei 52/2007 de 26 de dezembro, popularmente conhecida como Lei da Memória Histórica, obriga às instituiçons retirar todo tipo de simbologia presente nos mais variados […]

Le mais Insistimos, simbologia franquista fora do Val do Límia
Xuño 18, 2018

Editado caderno com entrevista biográfica a Rosa Tejada Rodríguez

Recém saído do prelo o primeiro caderno monográfico editado polo Comité pola Memória Histórica do Val do Límia. A entrevista biográfica a Rosa Tejada Rodríguez resgata da memória os dias acedos e trágicos do fascismo, que aniquila a partir do verao de 1936 os avanços e conquistas populares do período republicano. Na voz dumha destacada protagonista […]

Le mais Editado caderno com entrevista biográfica a Rosa Tejada Rodríguez
Xuño 6, 2018

Eudosia Lorenzo Diz em Casablanca

Publicamos umha foto inédita da mestra de Fradalvite desde o seu exílio no norte de África. A carta datada 4 de maio de 1941 estava dirigida a umha parente de Rubiás [Bande], mas nunca foi enviada. A fotografia tomada em Casablanca [Marrocos, naquela altura colónia francesa] ficou nas gavetas familiares e foi conservada como ouro […]

Le mais Eudosia Lorenzo Diz em Casablanca
Maio 30, 2018

Entrevista biográfica a Rosa Tejada Rodriguez

Reproduzimos um avanço da entrevista biográfica que Carlos Morais lhe realizou a sua avó materna em julho de 1991. Rosa Tejada, e o seu marido Manuel Álvarez Pena, eram destacados ativistas da Frente Popular em 1936, militantes do PCE, com influência no processo de auto-organizaçom popular que se estava desenvolvendo no concelho de Moinhos e […]

Le mais Entrevista biográfica a Rosa Tejada Rodriguez
Maio 24, 2018

Biografia de Erundina Álvarez Pérez

Reproduzimos o trabalho de investigaçom de Xosé Lois Gómez García sobre a única mulher executada “oficialmente” na província de Ourense. Erundina ou Undina, embora nasceu no Brasil [Santos, 16 de agosto de 1899] como filha da emigraçom, a sua família era do Val do Límia, concretamente da aldeia de Ferreiros [Entrimo]. Foi fusilada 30 de […]

Le mais Biografia de Erundina Álvarez Pérez
Maio 24, 2018

Carta manuscrita de Eudosia Lorenzo Diz

Publicamos a carta escrita pola mestra de Fradalvite, concelho de Lobeira, que aos poucos dias do golpe de estado fascista de 1936 tivo que abandonar com a sua família a sua aldeia. O seu pai tinha recebido umha carta dos fascistas exigindo pagamento de 50.000 pts se queria conservar a sua vida e a da […]

Le mais Carta manuscrita de Eudosia Lorenzo Diz
Maio 23, 2018